QUAIS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS LIGADOS A MÁ LIMPEZA INTESTINAL

Muitas pessoas estão buscando métodos para uma boa limpeza intestinal, mas o que essas pessoas acabam por não pesquisar é qual dessas técnicas também podem trazer malefícios para a sua saúde.

Existem vários sucos, procedimentos realizados por especialistas que ajudam na manutenção intestinal, mas você quer saber quais os principais problemas ligados a uma má limpeza intestinal? Então, continue lendo esse artigo e se surpreenda com todos esses detalhes que separamos especialmente para você.

ma_limpeza_intestinal

Confira também: Como Aumentar a Imunidade.

O QUE É LAVAGEM INTESTINAL?

A lavagem intestinal é o procedimento que consiste na injeção de água ou outro líquido no intestino grosso através do reto, com o auxílio de uma sonda retal, para a eliminação de toxinas e/ou resíduos fecais.

No entanto, a Sociedade Brasileira de Coloproctologia não recomenda o uso indiscriminado dessa prática e alerta sobre os riscos da utilização inapropriada do método, tais como perfurações do intestino, infecções e transmissão de doenças causadas pelo uso de materiais não corretamente esterilizados, além de outros problemas que podem ser ainda mais graves se a pessoa já possuir outro problema de saúde como, por exemplo, um tumor no cólon. Esses são apenas alguns dos exemplos de uma má limpeza intestinal.

POR QUE FAZER E POR QUE NÃO FAZER LAVAGEM INTESTINAL?

A lavagem intestinal como recurso terapêutico, na ausência de estudos que atestam a sua validade, tem sido considerada uma espécie de panaceia para a saúde humana, mas como forma de limpar o organismo é uma prática bastante antiga e deriva da crença de que o organismo produz toxinas capazes de causar doenças que poderiam ser evitadas através da eliminação dessas impurezas.

A mesma crença motivou durante muitos anos o emprego de outros procedimentos como as sangrias com o objetivo de “limpar o sangue”, a indução ao vômito em pessoas sadias, etc.

Porém, há muito tempo eles deixaram de ser encarados como válidos, à medida que a Medicina evoluiu como ciência. Atualmente, a lavagem intestinal tem por finalidade:

  • Eliminar a distensão abdominal e a flatulência.
  • Facilitar a eliminação de fezes, em casos de constipação severa.
  • Remover o sangue nos casos de melena.
  • Preparar o paciente para cirurgias, exames e tratamento do trato intestinal.

Mas algumas pessoas fazem uma utilização abusiva, fazendo assim uma má limpeza intestinal e a usam até mesmo para facilitar o emagrecimento.

A lavagem intestinal deve ser usada apenas por recomendação e orientação de um médico e aplicada por pessoal especializado. Mesmo assim, não é um procedimento muito usual. A prática da lavagem intestinal é condenada na Califórnia desde 1958.

QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES POSSÍVEIS DA MÁ LIMPEZA INTESTINAL ?

Se a técnica não for corretamente aplicada, uma má limpeza intestinal implica em riscos (raros) como desidratação, infecção, perfuração do intestino, lesão do reto pela lavagem demorada e mesmo insuficiência cardíaca.

Por isso, a lavagem intestinal deve, preferencialmente, ser feita por pessoal especializado. A aplicação muito frequente da técnica pode levar a alterações da flora intestinal normal.

Abaixo discorri sobre os principais efeitos de uma má limpeza intestinal, de forma mais aprofundada, confira:

DESIDRATAÇÃO

O corpo humano conta normalmente com certa percentagem de água, variável com a idade, a qual é mantida mais ou menos fixa por mecanismos biológicos de ingesta e descarte.

O corpo é capaz de monitorar automaticamente a quantidade de água de que necessita e providenciar a conservação do nível ótimo de hidratação, seja pelo mecanismo da sede, que leva à ingesta de água, seja pela ação dos hormônios antidiuréticos, que limitam a quantidade de água perdida através da urina.

Entre o nascimento e os dois anos de idade, o percentual de água no corpo humano varia de 75 a 80%; entre os 20 e 40 anos é de cerca de 60% e daí em diante o corpo continua se “desidratando” progressivamente.

A percentagem de água varia também nos diversos órgãos do corpo humano: 86% no fígado; 81% no sangue; 75% no cérebro, coração e ossos de uma pessoa adulta jovem. Normalmente, o corpo do homem contém um pouco mais de água que o da mulher.

PERFURAÇÃO DO INTESTINO

Perfuração intestinal é um rompimento da parede do intestino grosso ou delgado, geralmente com extravasamento do conteúdo intestinal para dentro da cavidade abdominal.

Trata-se de uma eventualidade rara, mas grave, ocorrendo apenas em 1% a 3% dos pacientes com doenças inflamatórias do intestino. A perfuração intestinal pode ser a primeira manifestação de uma doença e ocorrer antes que o paciente saiba que a tem.

A perfuração intestinal pode ser causada por muitas doenças diferentes, tais como diverticuliteapendicitedoença de Crohncolite ulcerativacálculo ou infecção biliar,outras infecções, úlcera gastrointestinal, isquemias, ingestão de corpos estranhoscâncer, trauma, lesões de radiação, etc.

A perfuração do intestino pode também ter causa iatrogênica, causada por um procedimento médico endoscópico como colonoscopias, enemas ou inserção de corpo estranho, mas esse é um evento raro.

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA

A Insuficiência Cardíaca Congestiva não é uma doença por si só. É a situação em que a bomba cardíaca (o coração) se torna incapaz de manter a circulação necessária ao organismo ou só pode fazê-lo mediante uma pressão mais elevada que a normal, em vista de que o fluxo sanguíneo encontra algum impedimento para seguir o seu curso.

Isso pode acontecer em razão de diferentes doenças, tanto de causas cardíacas, como de outras causas.

Em geral, mas nem sempre, a Insuficiência Cardíaca Congestiva desenvolve-se aos poucos, às vezes durante anos, permitindo a adaptação gradual do coração e uma vida prolongada aos seus portadores, embora com alguma limitação.

A Insuficiência Cardíaca pode também instalar-se de forma abrupta (Insuficiência Cardíaca Aguda), provocada, por exemplo, por alguma condição aguda que afete o coração como o infarto do miocárdio, as arritmias cardíacas, as hemorragias severas, os choques elétricos, etc. e representa então um estado grave que se constitui numa emergência médica.

CONCLUSÃO SOBRE A MÁ LIMPEZA INTESTINAL

Depois de uma leitura aprofundada nese conteúdo eu creio que você já sabe os principais efeitos de uma má limpeza intestinal.

Para se poder realizar uma lavagem intestinal segura, deve-se falar com o médico, que pode explicar como fazer o procedimento ou encaminhar a pessoa para um profissional de saúde que o faça, beber muitos líquidos para evitar a desidratação.

Além disso, é também muito importante usar de preferência material novo ou estéril, usar luvas e, ao final do procedimentos, realizar a limpeza do paciente para que não haja uma má limpeza intestinal.

O lavado intestinal é contraindicado para pessoas que possuem doenças anorretais ou que tenha sido submetidas a cirurgia recente na região.

Gostou desse conteúdo? Compartilhe com um amigo ou conhecido!

×